Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Corrupção’

Não me envolvi nas discussões sobre o julgamento do senado sobre o afastamento do Sr Aécio Neves porque, para variar, o ambiente de discussão está tão contaminado pelos lugares comuns que teria de ter uma limpeza antes de qualquer coisa. A coisa foi colocada como uma disputa sobre impunidade, do senado protegendo um dos seus.

Pode até ter esse componente, mas não é o principal. O maior é colocar um limite ao ativismo judicial. Sim, nossa constituição é uma aberração, feita justamente para proteger os políticos. Mas não é de competência do STF mudá-la e sim cumpri-la.

O senador só estava afastado por uma interpretação para lá de elástica das previsões penais. Tenho muito mais medo do STF do que do restante da política brasileira. Aliás, me chama atenção que achem que o STF não é uma corte política, que seus membros são escolhidos por sua competência.

Esse diálogo de A Man For All Seasons resume muito bem a questão. O futuro genro de Thomas More defende que ele prenda um sujeito imoral sem ter previsão legal. More se recusa pois ele não infringiu, ainda, nenhuma lei.

William Roper: So, now you give the Devil the benefit of law!

Sir Thomas More: Yes! What would you do? Cut a great road through the law to get after the Devil?

William Roper: Yes, I’d cut down every law in England to do that!

Sir Thomas More: Oh? And when the last law was down, and the Devil turned ‘round on you, where would you hide, Roper, the laws all being flat? This country is planted thick with laws, from coast to coast, Man’s laws, not God’s! And if you cut them down, and you’re just the man to do it, do you really think you could stand upright in the winds that would blow then? Yes, I’d give the Devil benefit of law, for my own safety’s sake!

 

Anúncios

Read Full Post »

As questões de Brasília

Ao invés de querer ter razão e emitir logo opinião sem fundamento, tenho acompanhado o que está saindo até aqui. É muito difícil saber ao certo o que é verdade. Há interesses pesados envolvidos, inclusive da maior empresa de televisão do país, que recebe grande aporte de propaganda da JBS, o que nos faz perguntar até que ponto o que seus jornalistas estão noticiando é exatamente verdade.

  1. A situação do Temer é grave, apesar da lambança com a tal gravação. Em situação normal, é para derrubar mesmo. Mas a sua substituição está sendo associada a um movimento de eleição direta antecipada, que desperta muita incerteza. A pior coisa que pode acontecer é a volta do PT ao poder com voto popular. Nada segurará o ressentimento dessa turma.
  2. O Lauro Jardim, e a Globo, venderam a gravação como definitiva. Não é o que estamos vendo. As provas documentais são mais graves do que esse áudio dúbio de valor questionável. Por que a pressa da emissora em se livrar do Temer?
  3. Há uma moderação ao tratar do tema por jornalistas fora Globo que contrasta fortemente com a emissora carioca. O que eles sabem? Ou, o que eles pretendem?
  4. O STF não é garantia nenhuma de manutenção da constituição. E faz tempo. Do mesmo jeito que fatiaram o impeachment, em emenda proposta pela Rede, não esqueçamos, podem permitir qualquer coisa para solucionar a crise.
  5. Uma coisa não tenho dúvidas: a JBS soltou dinheiro para todo mundo para ter toda política brasileira amarrada. Bolsonaro, por quem não tenho toda essa simpatia, sentiu o risco e devolveu o que foi doado para campanha de seu filho. E alertou publicamente para o fato. Significa que vários políticos receberam dinheiro da JBS sem pedir, uma oferta “desinteressada”. Estamos sabendo a razão.
  6. Qualquer chance de recuperação da economia a curto prazo foi para o brejo a essa altura, qualquer que seja o desfecho. A crise vai piorar.

O que me leva a tentar formular a questão central disso tudo.

É possível fazer as reformas necessárias e gerar condições para um desenvolvimento econômico sem passar a política a limpo? Até agora eu achava que sim, que o governo Temer poderia fazer esse papel e tomar as medidas impopulares para entregar um país pelo menos com alguma ordem nas contas em 2018. Que a lava jato poderia ocorrer paralelo com uma recuperação emergencial da economia. Mas é possível realmente?

Começo a achar que vai ser necessário realmente o caos político, com muitas prisões e ruína econômica completa para termos alguma chance de ter um futuro. Do jeito que a coisa estava caminhando com Temer, teríamos uma pequena melhora, a volta a um desenvolvimento medíocre, até o próximo grupo populista acender ao poder e torrar nosso futuro todo novamente. O Brasil precisa colocar um fim ao ciclo crise econômica-estabilidade forçada- desenvolvimento medíocre, e talvez a solução mesmo seja o apocalipse.

Não nos iludamos. Não é possível punir os políticos sem punir a sociedade brasileira inteira junto com crise aguda, perda de confiança, desemprego e etc. A grande pergunta que temos que responder é se estamos dispostos a pagar esse preço.

Read Full Post »

brasil_por-um-fio

Para os leitores de Rene Girard, os próximos dias no Brasil serão bem interessantes. Embora os grampos até agora falem em Temer e Aécio, não há muita dúvida que vai atingir muita gente, de todos os partidos. O potencial para um crise mimética é grande, repetindo o que aconteceu ano passado. Para entender o pensamento de Girard, recomendo esta palestra. (Aviso: é uma palestra que vai mudar sua forma de ver o mundo. O poder da tese de Girard é extraordinário)

Qual foi a solução da crise ano passado? A classe política inteira, incluindo os petistas, apesar de todo teatro, ofereceram um bode expiatório para pacificar o ambiente. O impeachment foi em boa parte isso, o sacrifício de um dos seus para acalmar a todos e gerar a paz. Foi o que ocorreu. Do impeachment para cá, a política brasileira viveu um período de relativa paz, tanto que os políticos já começavam a tirar as mangas de fora para sepultar a Lava Jato. Quando falo políticos, refiro-me aos três poderes, pois os ministros dos tribunais superiores também são políticos, de toga, mas políticos.

Com a delação da JBS, nova crise já começa. A saída, como sempre, é o mecanismo do bode expiatório. Vai funcionar? Como Girard ensina, só funciona se todos estiverem convencidos que o bode é realmente culpado; caso contrário, a paz não se sustenta.

Serão dias interessantes.

 

Read Full Post »

sergio-cabral-e-eike-batista-durante-lancamento-do-livro-do-empresario-e_9zhwlxf

Todos felizes e unidos

Venho chamando atenção para o poder dos símbolos. Eike é mais um desses símbolos que estão sendo destruídos pela realidade. Foi há pouco tempo que esteve  na capa das principais revistas e jornais do país, como exemplo do grande empresário brasileiro. Pior, foi associado a um novo tipo de empresário, o que trabalha com ética.

Querem saber? Eike é mais um episódio que deveria cobrir o jornalismo brasileiro de vergonha. Não houve investigação, não houve crítica, não houve questionamento. Dentro da metafísica petista, era preciso celebrar o símbolo da associação do estado com o empresário do bem. Quando o Ignorante e a Incapaz levantaram publicamente a mão do escolhido, foi a senha. Jornalistas correram para as redações para enaltecê-lo, ganhar pontos na suas carteirinhas de bem pensantes. Poucas vozes ousaram levantar e fazer a pergunta essencial: afinal, o que Eike de fato produzia?

De um lado, o Eike careca, indo para a cadeia; mas ninguém acredita realmente que vai ficar muito tempo por lá. De outro, o Rio de Janeiro, arrasado, destruído pela combinação macabra de rapinas que saquearam os cofres públicos. Pior que isso, deixaram que a criminalidade tomasse ainda mais conta da cidade. A mídia? Estava ocupada exaltando o Beltrame com sua genial política de segurança que avisava os bandidos para mudarem de morro para que a polícia pudesse se instalar, com toda tranquilidade, e passar uma sensação de segurança para uma sociedade de crédulos. Perguntem para o povo de Niterói como ficou a cidade depois da instalação das UPP.

Eike foi mais um ídolo de barro produzido pela religião política do petismo. Um grande ritual macabro que participaram empresários, burocratas, militantes, jornalistas, acadêmicos e artistas. Todos celebrando a farsa, todos se achando muito inteligentes. Todos unidos pelo completo desprezo às pessoas comuns e pela sensação de estar acima do bem e do mal.

A Igreja chama isso de satanismo.

 

Read Full Post »

legado petista

O Globo:

A ONG Transparência Internacional divulgou ontem relatório em que o Brasil aparece em 80º lugar na lista dos países com os mais altos índices de percepção de corrupção. Pelo documento, o país caiu oito posições em relação ao ranking divulgado ano passado. Com um índice de 3,5 na tabela – mesma nota registrada em 2007, o Brasil está em pior situação que países como pobres como Butão, Botsuana, Gana e Seichelles. Na América do Sul, aparece acima de Argentina, Bolívia, Paraguai, Equador e Venezuela. Segundo a ONG, a mudança de posição no ranking pode ser provocada pela alteração da nota em outros países.

Comentário rápido:

Ah, mas pelo menos o governo está fazendo (o famoso rouba mas faz). Errado. Os custos da corrupção são pagos por todos nós. Não é por acaso que o tal PAC é só propaganda, o dinheiro não chega na sua finalidade. É o rouba, por isso não faz.

Read Full Post »

Indecoroso

Expedito Veloso é um dos aloprados que tentou comprar um dossiê fajuto por quase 2 milhões de reais em dinheiro vivo. Era do Banco do Brasil. Era? Seria se este fosse um país com o mínimo de vergonha na cara. Como não é, Veloso voltou ao banco e esta semana foi promovido. Administra mais de 1 bilhões de reais em contas previdenciárias.

Uma sindicância interna concluiu que não prejudicou a imagem do Banco. Claro que não. Um diretor de um Banco ser pego com 2 milhões de reais em dinheiro vivo comprando dossiê político não pode comprometer a imagem de uma instituição. Que preconceito! Um homem deixar bem claro que os interesses do partido a que pertence estão acima da empresa que trabalha não é motivo para indignação e sim para celebração. Afinal, está exercendo sua liberdade!

Pois isso digo sempre. Empresa estatal no Brasil é utopia. Estão todas privatizadas a muito tempo. Boa parte do Banco do Brasil pertence ao PT. Não é por acaso que as digitais do Banco estão espalhados por todo o escândalo __ ainda é escândado? __ do mensalão. Se é para ser assim que privatize logo a instituição. Pelo menos saberemos para quem foi vendida.

O pior é ver que este tipo de notícia nem causa mais espanto. Uma estranha desilusão tomou conta da sociedade brasileira que não se importa mais com a retidão de seus homens públicos e isso é muito ruim. Algo de muito ruim vai advir de tudo isso.

Read Full Post »

Folha:

Dois anos depois do escândalo que marcou a eleição presidencial, a investigação sobre o R$ 1,7 milhão apreendido com petistas em um hotel em São Paulo está parada. Ninguém foi acusado formalmente à Justiça e a possibilidade de se descobrir a origem do dinheiro é, a cada dia, mais remota.
“É uma investigação tormentosa, difícil. E, quanto mais o tempo passa, pior”, afirma em tom pessimista o procurador da República Mario Lúcio Avelar, que acompanha o caso desde a noite de 15 de setembro de 2006, quando a Polícia Federal prendeu dois petistas com uma pilha de reais e de dólares.

Comento:

Mas não foi a Polícia Federal que prendeu os petistas? Não, foi a ação de um delegado que o fez; inclusive foi afastado da investigação. Lembro que na época o Diretor Geral reclamou de não ter sido avisado da operação. Se fosse teria autorizado? Para prender Daniel Dantas a Rede Globo foi convocada mas foi necessário um vazamento do delegado para que víssemos a foto da bufunfa.

Sou contra a PF? Não. Apenas aponto o óbvio, a instituição precisa de uma limpeza geral. Há muitos petralhas em um órgão tão importante.

Read Full Post »

Older Posts »