Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 5 de outubro de 2018

Dois meses atrás disse a um amigo que achava que o Bolsonaro poderia ganhar no primeiro turno. Ele perguntou se eu estava maluco.

Basei-me numa constatação simples. Todos os anos as pesquisas mostram que a maioria dos eleitores são conservadores. Durante muito tempo, tiveram que engolir o PSDB para evitar o PT.

Lembram de Lula em 2010? Disse claramente que pela primeira vez a eleição seria disputada entre candidatos só de esquerda. Mesmo com sua visão torna (já era assim fazia tempo), viu o óbvio. Eleição no Brasil era uma disputa de esquerdismo.

Este ano, pela primeira vez, haveria um candidato que se declara de direita. Nenhum outro queria disputar este rótulo. O PSDB queria o mesmo de sempre: o voto conservador sem abrir mão do esquerdismo. Intui que não iria rolar, e não rolou.

Ficaram 553 candidatos disputando o mesmo nicho enquanto Bolsonaro nadava de braçadas. Não fosse a campanha pusilânime e covarde da mídia, já estaria eleito a essa altura. Só que a campanha altamente negativa afastou alguns eleitores naturais de sua candidatura.

Bolsonaro é um gênio, um conservador perfeito? Claro que não. Mas é o único. E a política é a arte do possível, não é mesmo?

Ele fez uma campanha digna, honesta e autêntica. Esta semana, nas lives, fez o que? Leu os programas teóricos do PT. Ou seja, confrontou o discurso do PT, lendo no original, sem desvios. Bem diferente do comportamento dos seus adversários que inventam a todo momento coisas que nunca disse.

Não sei se Bolsonaro ganha em primeiro turno, ou mesmo se será eleito. O fato é que contra todo sistema, que usou toda sua artilharia, ele é favorito para ganhar. Não é pouca coisa.

Se ele perder, terá o feito de mostrar que uma candidatura de direita sempre estará, no mínimo, no segundo turno. Mais ainda, que é viável um partido de direita no Brasil. Se ele mantiver o PSL, que deverá eleger uma bancada, tem o núcleo para em 2022 ter uma candidatura de direita, que pode ser a sua, com muito mais estrutura do que teve até aqui.

Ele já é um vencedor. E o jornalismo pode até contribuir para que não seja eleito, mas o preço que está pagando é o mais caro de todos: a credibilidade. Máscaras foram rasgadas, já sabemos quem é quem.

O Brasil tem que virar as costas para muita gente na imprensa. Se querem fazer palanque, que façam no lugar apropriado: assessoria de imprensa e panfleto ideológico. Temos que sanear o jornalismo antes de qualquer outra coisa. Estes sim, são inimigos do Brasil. Mentiram por tempo demais.

Anúncios

Read Full Post »

Olá pessoal!
Eis minha lista semanal de 5 coisas interessantes que andei fazendo (inspirado pelo Tim Ferris 5-bullets friday)

guardians-of-the-galaxy-vol-2-1

Um filme que assiti

Guardiões da Galaxia, Volume 2. Um dos melhores da Marvel. Uma pena que o James Gun tenha se revelado uma pessoa tão desprezível, pois ele sabia fazer um filme.

Um livro que estou lendo

El Hombre y la Gente, do Ortega y Gasset. Neste livro, Ortega apresenta sua teoria sociológica, defendendo que grande parte dos problemas da modernidade vem da falta de clareza sobre as coisas, e culpa o estado lastimável da sociologia por isso. No primeiro capítulo ele trata de sua teoria sobre a relação entre alteridade e ensimesmação.

Uma trilha sonora

Guardiões da Galaxia, volume 2. O melhor dos anos 80 e um filme que lembra bem a forma como o Cameron Crowe trabalhava a trilha de seus filmes.

Uma série no youtube

O André Guedes arrebentou com sua série Zumbis em Brasília. Impossível ver a Marina e não pensar em de-mo-cra-ti-ca-men-te. E ainda tem a cirocracia!

Um pensamento

“Os homens não se cansam de erguer os olhos para a sabedoria, mas também não se cansam de ser infiéis”.

Gustavo Corção

Read Full Post »

Dica de Leitura 5

 

Leia o índice.

Essa é para livros de não ficção. É importante, para compreender uma obra, ter sua visão geral. Há duas maneiras básicas de fazer isso.

A primeira é ler rapidamente o livro inteiro. Sem parar para entender tudo, para anotar, para nada. Simplesmente leia-o, podendo até pular partes. O importante é chegar no final e ter a visão do todo. Saber do que o livro trata e de como ele é dividido. Depois, leia novamente, agora com toda calma. Com a visão geral, você vai compreender bem melhor suas partes. Isso é altamente recomendável para um livro que seja muito importante para você e que o desafie. Fiz isso com todos os livros que li do Eric Voegelin.

O segundo método é ler o índice. Não só isso, leia a contra-capa, as orelhas, até mesmo o índice remissivo. Você quer responder apenas duas perguntas: do que se trata o livro e como ele está dividido, ou seja, quais as suas partes ou tópicos. Depois disso você pode decidir se vale a pena ler ou não. Se achar que vale, leia-o. Já me livrei de algumas bombas simplesmente aplicando este método.

Na próxima dica, aprofundo um pouco mais na pré-leitura

Read Full Post »