Feeds:
Posts
Comentários

Archive for outubro \31\UTC 2018

Crônica nova!

No medium, minha mais nova crônica.

Aliás, a crônica é um grande exercício para desenvolver a escrita. Ainda estou engatinhando, mas vamos em frente!

View story at Medium.com

 

Anúncios

Read Full Post »

Sobre as universidades.
 
A esquerda passou meses chamando não só Bolsonaro, mas nós, simples apoiadores, de fascistas.
 
Não tinha discurso de liderança da esquerda, como Haddad, Manuela, Gleise, etc, que não falasse o tal “fascistas não passarão”.
 
Basta ver as faixas nas manifestações do movimento elenão. Não faltavam associações ao fascismo ou nazismo.
 
Dias antes das eleições, diversas universidades, ao mesmo tempo, começam a promover “debates” sobre fascismo. Nada mais era que palco para a esquerda que domina as universidades federais pudessem fazer propaganda descarada para o Haddad.
 
Alunos e professores que não concordam com essa clara violação da lei eleitoral denunciaram aos TRE, que tomaram suas providências.
 
Agora, aparece gente para dizer que “a carapuça serviu”, que ninguém estava falando de Bolsonaro, mas tratando do problema do fascismo.
 
Vem cá, eu por acaso TENHO CARA DE IDIOTA?
 
Sim, pois usar este argumento é o mesmo que me chamar de idiota. Como se estas coisas não fossem claras o bastante. Vocês realmente tem coragem de dizer, na cara dura, sem corar, que a universidade estava apenas debatendo o fascismo sem nada a ver com Bolsonaro e os milhões que votaram nele?
 
Menos hipocrisia, por favor.

Read Full Post »

A campanha foi suja. Muito suja.

Uniu partido, jornalismo e academia em grau nunca visto. Tiraram as fantasias, mostraram suas faces.

Foram histéricos e isso tem que acabar.

É hora de tratar a escolha de 55 milhões de brasileiros com honestidade e dar a ele uma chance.

Read Full Post »

Vocês acham que se o Aécio tivesse ganho em 2014 haveria a mesma festa nas ruas?

Deus foi grande e tinha outros planos para nós. Não quis que nos contentássemos com um corrupto e farsa política como o mineiro.

Aliás, tivesse Aécio ganho talvez hoje estivéssemos elegendo Lula.

Read Full Post »

Poucas coisas são tão hipócritas no Brasil do que chamar universidade pública de espaço de debates.

Debate de que? Tente marcar uma palestra sobre liberalismo, conservadorismo ou simplesmente exibir um documentário como o filme sobre o Olavo.

A idéia que essa tigrada tem debate é discussão para ver quem concorda mais com a única tese aceita. Tipo o que vemos em uma globo news que para debater desarmamento chama dois especialistas: um a favor e outro muito a favor.

Por outro lado, entendo. Se proibirmos os professores de fazerem propaganda comunista na escola eles vão fazer o que? Dar aula?

PS: Por fotos, é quase impossível distinguir uma universidade de um presídio. A degeneração intelectual sempre começa com a degeneração estética, passando pela degeneração moral.

Read Full Post »

Rubem Braga: que cronista!

Acabei de ler um livro de crônicas do Rubem Braga.

Um mestre.

A crônica foi um dos estilos que os brasileiros mais se destacaram, talvez por influência do jornalismo. Impressionante como eles eram capazes de extrair do cotidiano reflexões tão sutis e líricas sobre a vida.

Rubem Braga foi um desses cronistas.

Read Full Post »

Olá pessoal!
Eis minha lista semanal de 5 coisas interessantes que andei fazendo (inspirado pelo Tim Ferris 5-bullets friday)

Um canal do youtube que estou assistindo: Imprensa Livre

O canal do youtube lançado pelo publicitário Alexandre Borges (não confundir com o ator) apresenta entrevistas muito boas com personalidades que são ignorados pela mídia tradicional simplesmente por dizerem coisas que ela não gosta de ouvir. Assisti as entrevistas do General Richard, Martin Vasquez da Cunha e Bruno Garshagen. Na fila: Ana Paula, Gabeira, Flávio Gordon …

Um disco que estou ouvindo: Antologia politicamente incorreta do Rock Anos 80

No livro quase homônimo, o roqueiro Lobão apresenta sua tese: o rock brasileiro anos 80 foi o único movimento popular na música que ameaçou desbancar o totalitarismo cultural dos barões da MPB. Entretanto, foi sabotado por produtores que achavam que o rock tinha que ser uma variação da MPB, sem peso nas guitarras e bateria de vassourinha. Foi quando teve a idéia de regravar uma antologia de canções da época da maneira com achava que tinha que ser gravado. O resultado é sensacional.

Um livro que começou: The Net Delusion

Inspirado pelo episódio das mensagens de whatsap nas eleições brasileiras, comecei a ler este livro do Eugeny Mozorov, que deixa de lado a fé cega na internet para discutir seus pontos negros. Muito interessante.

Uma série que comecei a assistir: Demolidor

Um dos meus heróis favoritos. Assisti os três primeiros episódios da primeira temporada (não tenho hábito de “maratonar”) e estou gostando bastante. Ansioso para vê-lo no uniforme vermelho!

Um pensamento que estou meditando

Na verdade, um trecho de música:

It´s hard to take the world the way that it comes

(Second Nature, Rush)

Read Full Post »

Older Posts »