Feeds:
Posts
Comentários

Archive for 6 de junho de 2018

Em Momentos Estrelares da Humanidade, Stefan Zweig escreve sobre o último discurso publico de Cícero, logo depois do assassinato de Júlio César:

O domínio exercido pela força viola qualquer direito, argumenta. A verdadeira harmonia em uma república só se pode produzir se o indivíduo, em lugar de tratar de tirar proveito pessoal de um cargo público, antepõe os interesses da comunidade aos privados. Somente se a riqueza não se desperdiça em luxos e na dissipação, senão que se administra e se transforma em cultura espiritual, artística, somente se a aristocracia renuncia a seu orgulho, e a plebe, em lugar de deixar-se subornar pelos demagogos e de vender o Estado a um partido, exige seus direitos naturais, somente então pode restabelecer-se a república.

Interessante que na República existe obrigações de todas as partes, ricos, aristocratas e plebe. Não se trata de democracia, a vontade da maioria não é soberana. Na república, prevalece os interesses da sociedade e não os dos indivíduos. O povo não pode “deixar-se subornar pelos demagogos e de vender o Estada a um partido”.

O Brasil tem que superar tudo isso para ter realmente uma república e não essa democracia perversa que nos transformamos.

Anúncios

Read Full Post »